Image for post
Image for post

Eu queria poder conseguir explicar o que acontece. Do medo que se estabelece. Da mão trêmula que desobedece. E da covardia que me entristece. Eu só queria que você soubesse que cada momento em que te encontro era para ser muito mais do que um sonho. Que eu queria falar mais, ficar mais, entrar mais na sua vida. Que eu não queria ficar só no “oi” dito baixinho, quase imperceptível. Que eu queria fazer mais carinho. Perguntar da vida, do trabalho e da dança. Falar de futebol, de política, de heranças. Comentar sobre música, cinema e verão. Saber pra onde vai o seu corpo, a sua alma, o seu coração. Eu queria poder te falar que eu não consigo falar. Que a voz entope, que o sorriso é pobre e a despedida, precoce. Eu queria ter coragem para te convidar a sair. Vagar por ruas, praias, estradas ou jardins. Deixar a água do mar molhar os pés e o vento forte gelar o rosto até despentear o cabelo. Segurar na sua mão e saltar por sobre as horas dos dias, pular semanas, correr meses em atropelo. Só para poder te encontrar sem precisar lembrar que amanhã já é segunda-feira e precisamos trabalhar.

Written by

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store