Escrevo por insistência, resistência das mãos em pousar sobre o teclado. Não que as palavras existam, não que elas desistam. Apenas forço um encontro marcado. Acabo de esquecer. Um dia terei o seu retrato preso na parede. Talvez tenha que mudar a realidade, correr ao seu encontro cheio de sede, sentindo menos amor do que saudade.

Agora deslizo os dedos sobre a testa molhada. A cidade não se define quanto ao clima e enquanto todas as horas passam, não sei se já é tarde ou ainda. Estou mudo e o silêncio insiste em não se calar. Você não telefonou e um verso lindo que eu tinha acabado de imaginar perdeu o caminho, se enganou, escorregou pela vidraça ou fugiu pela descrença de que um dia seria lido por ti, esculpido por mim declamado ali em frente à nossa cama.

Vou dormir, tentar desistir de tamanha desastrada herança.

Written by

Entre gritos e gemidos, salvam-se tolos.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store