Image for post
Image for post

De tanto falar já nem ouço. Preciso entender a verdade, prefiro não ter a idade necessária para acreditar que o amor existe e que a vida insiste em tramar o nosso fim.

Vou reler minhas sentenças, declará-las insuspeitas, revisar algumas certezas que nunca passaram de ilusão. Vou chorar no travesseiro, sonhar com um nobre desfecho de qualquer filme sem roteiro que reprisa na televisão. Vou apagar a luz. Preparar um drinque, iluminar o breu com as pistas falsas de um crime e correr até a porta, ver se encontro a fechadura que trancou minhas palavras em alguma cela escura.

Eu vou continuar falando, mesmo que se faça de surda. Mesmo que o dito vire grito para todo mundo ouvir. Amo você e não vou pedir desculpa, ninguém pediu para ser assim.

Written by

Entre gritos e gemidos, salvam-se tolos.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store